12 Dicas para Fotografias de Exposições Longas

[sc:script ]

Conteúdo

dicas para fotografias de exposição longa; dicas para fotografias de exposições longas; exposição longa; exposições longas; fotografia de longa exposição


1 – Utilize um tripé

Para as exposições longas, fotografar segurando a câmera nas mãos ou utilizar um monopé vai deixar a imagem tremida. A não ser que este seja um efeito artístico que o fotógrafo queira adicionar, a melhor forma de evitar fotos tremidas e falta de nitidez é utilizando um tripé.
Para câmeras compactas, muitas vezes simplesmente apoiá-las em uma superfície estável já é suficiente, mas para as DSLRs esta opção deve ser descartada. Isto porque os movimentos do espelho e do obturador das mesmas induzem vibração suficiente para fazê-las vibrar. Com estas câmeras, um tripé passa a ser absolutamente necessário. Além de outras funções importantes, um tripé também ajuda a manter a câmera mais estável quando está ventando e proporciona melhor apoio em superfícies desniveladas.


2 – Reduza a vibração da câmera

Desligar o modo de redução de vibração (também chamado de modo de estabilização de imagem) da lente quando fotografar com um tripé em longa exposição é essencial. O sistema de redução de vibração da lente é acionado um pouco antes do obturador se abrir – quando o botão acionador está semiapertado – e se mantém ativo por mais alguns segundos após o botão ser despressionado.

Quando a câmera está em um tripé em uma superfície firme este sistema prejudica a fotografia, ao induzir a lente a uma vibração interna. Veja o vídeo abaixo para ver como os elementos internos da lente se movem com o modo de estabilização de imagem. Esta movimentação causa uma perda de nitidez em fotografias feitas com a câmera em um tripé.


3 – Cubra o visor

A luz que incide por trás, em algumas câmeras, entra pelo visor durante a exposição e pode manchar a foto ou criar cores anormais na imagem. Em certas câmeras, como a Nikon D800, há uma cortina para fechar o visor.

Veja a seguir o exemplo de duas fotos de 20 segundos de exposição. Uma delas não teve o visor coberto, e havia um foco de luz atrás da câmera – por isto, vê-se a mancha rosa. A outra teve o visor coberto, o que bloqueou a luz.

Clique nas fotos de exemplo para ampliá-las e ler as legendas.


4 – Utilize o modo de espelho levantado

As câmeras DSLR têm um espelho que é levantado durante o momento do disparo, para permitir a passagem da luz para o sensor através da lente. Apesar deste espelho ser uma peça relativamente pequena e leve, a sua movimentação é tão veloz que isto leva a câmera inteira a vibrar. O tripé pode até ajudar a atenuar um pouco desta vibração, mas não a impede completamente. Veja a seguir a descrição do que acontece quando se utiliza o modo de espelho levantado (mirror up):

1- No primeiro clique do acionador, o espelho se levanta e fica fora do caminho da luz para o obturador. Neste momento, nenhuma foto é tirada, já que o obturador permanece fechado.

2- No segundo clique, o espelho permanece na sua posição levantada e o obturador é aberto. Após a captura da imagem, o obturador se fecha e só então o espelho se abaixa. A vibração na câmera só ocorre após a foto já ter sido tirada.

O modo live view (em que se vê a fotografia em tempo real pela tela da câmera) tem o mesmo efeito de espelho levantado. Isto porque, para mostrar na tela o que a câmera está vendo através da lente, o espelho permanece levantado. O vídeo abaixo é bem curto e mostra uma câmera DSLR da Sony com o espelho sendo levantado manualmente.


5 – Utilize um acionador remoto ou temporizador

O simples fato de clicar o botão acionador faz a câmera tremer o suficiente para borrar uma fotografia de exposição mais longa. Por isso, o acionador remoto é uma boa opção para as fotografias de longa exposição. Com ele, o fotógrafo não precisa tocar na câmera, evitando vibrações desnecessárias. Um artifício que também pode ser utilizado é o temporizador (timer). Com o temporizador, a imagem só vai ser capturada alguns segundos depois de se clicar o disparador. Este tempo, muitas vezes, é suficiente para que a câmera deixe de tremer após o clique do fotógrafo. Para exposições muito longas no modo bulb (acima de 30s na maioria das câmeras), utilizar o temporizador deixa de ser uma opção. Para estas exposições, o botão acionador tem que ser mantido pressionado o tempo todo e a mão do fotógrafo acaba balançando a câmera. Por isso, no modo bulb, é extremamente recomendada a utilização de um acionador remoto ou de um intervalômetro.


6 – Evite f/stops muito altos

Utilizar f/stops maiores (menores aberturas do diafragma) ajuda a reduzir ainda mais a quantidade de luz que entra na câmera, permitindo exposições mais longas. Contudo, a difração causada pela pequena abertura do diafragma pode reduzir a qualidade e definição da fotografia. Por isso, evite chegar ao limite de difração sempre que possível. Em fotografias noturnas, f/stops altos fazem com que luzes fortes apareçam borradas como uma estrela. Esse efeito não é muito desejável, já que os raios de luz podem esconder detalhes da fotografia.

Para saber mais, visite: Difração


7 – Preste atenção no vento

A vibração causada pelo vento pode arruinar uma exposição longa. Se for necessário diminuir o efeito do vento, experimente remover o para-sol da lente. Com o para-sol, a lente fica com uma maior superfície, facilitando que o vento balance ainda mais a câmera. Experimente também segurar a alça da câmera ou enrolá-la no tripé. O vento forte, balançando a alça, pode fazer com que a câmera inteira vibre.


8 – Escolha bem a superfície de apoio do tripé

É importante escolher superfícies estáveis para apoiar o tripé. Por exemplo, exposições longas na areia podem ser desastrosas se o tripé não estiver bem enterrado. A areia cede lentamente e a câmera afunda. Resultado: foto borrada. Evite apoiar o tripé em pontes de vão longo e pontes metálicas. Estas balançam (e muito) e o resultado é mais uma fotografia tremida. Decks de madeira e pisos de tábua corrida também são desafiadores! Qualquer pessoa se movendo perto do tripé pode fazer com que a câmera se movimente.


9 – Dicas para focagem

Em fotografias noturnas, o foco automático pode ser um problema para paisagens muito escuras. Leve uma lanterna potente para iluminar o ambiente se necessário para que o foco automático ache o ponto para focar – ou, se funcionar para a sua composição, foque no infinito.

Para saber mais sobre este assunto, visite: Distância Hiperfocal

Em fotos diurnas com um filtro de densidade neutra, a dica é compor a cena e utilizar o foco automático antes de instalar o filtro. Isto porque se o filtro for muito denso (muito escuro), o foco automático da câmera não vai funcionar. Cuidado na hora de instalar o filtro de volta na lente. Com a lente focada, esbarrar no anel de foco pode render uma fotografia borrada.


10 – Tenha à mão baterias extras

Fotografias de longa exposição gastam muita bateria! Cuidado para não ficar sem bateria no meio de uma exposição ou durante o processamento da imagem na câmera. Se a câmera estiver alertando bateria baixa, o melhor é trocar por uma cheia antes mesmo de tirar a próxima foto. Se a câmera apagar por falta de bateria durante o processamento de uma fotografia (ou durante a exposição da mesma),  a imagem estará perdida. Esta dica também serve para lembrar que um kit extra de baterias carregadas é um item essencial para fotografar à noite, em dias frios ou com filtros de densidade neutra.


11 – Utilize um cronômetro

Algumas câmeras possibilitam exposições de até 30 segundos, outras de até 60 segundos, mas o que acontece se o tempo de exposição necessário for mais longo do que o que a câmera conta automaticamente (modo bulb) O fotógrafo tem que estar preparado com um relógio ou cronômetro para marcar a duração da exposição e interrompê-la para evitar a sobre-exposição.


12 – Examine bem a fotografia antes de sair do local

Por último, mas não menos importante, nunca tire a câmera da posição antes de conferir a fotografia tirada. Aumente o zoom para ver os detalhes da foto, pois a tela da câmera é pequena. Se estiver borrada, lembre-se das outras dicas nesta lista e tente outra vez.


Publicado por Câmera Neon em 2014-01-18 17:21:51. Última atualização em . [sc:end2 ]

Visitado 21,497 vez(es), 1 visita(s) hoje