Cartão cinza 18% – Como usar para fotografia

[sc:script ]

Conteúdo


Descrição – Cartão cinza 18% – O que é e para que serve

O cartão cinza 18% não é necessariamente um “cartão” – ele pode ter qualquer tamanho ou formato, e ser de qualquer material, como papel, plástico, pano, etc, podendo ou não ser rígido e/ou dobrável. O mais importante em um cartão cinza 18% não são seu tamanho ou formato, e sim o tom de cinza, que irá servir de referência para a fotometria. O material deve ser fosco para não refletir demais a luz (o reflexo pode enganar o fotômetro da câmera). Prefira materiais mais fáceis de limpar/lavar, como plástico e tecido.

Você deve estar se perguntando o porquê do cartão cinza ser chamado cinza 18%. Para mais informações, visite: Cinza 18% – Cinza Médio ou Neutro

Vamos voltar ao cartão cinza. Já reparou que muitos acessórios de fotografia, como panos de limpeza de lentes, bolsas etc, são cinzas? Vários deles são deste tom específico de cinza médio, com uma razão: para serem usados como substitutos de um cartão cinza. Caso você não tenha nenhum acessório da câmera deste tom, ou mesmo uma peça de roupa, como uma camisa, compre um tecido do mesmo tom de cinza do cartão (tenha um cartão cinza em mãos para referência). Costure na sua bolsa da câmera, ou em algum acessório que você sempre carregue junto com o seu equipamento fotográfico. Assim você sempre terá um objeto de tom médio* para usar de base em suas exposições.

*Para mais informação sobre tons médios, visite nossa página de histograma de fotografia.

O cartão cinza auxilia o fotômetro na leitura da exposição. Quando você estiver fotografando cenas muito claras, muito escuras ou com muito contraste (sem tons médios), use um cartão cinza. Resumidamente, ele funciona da seguinte forma: segure o cartão na frente do objeto que será fotografado. Em seguida, enquadre apenas o cartão com a câmera, faça a medição da exposição e ajuste as configurações da câmera (em modo manual). Depois tire o cartão da frente do objeto e tire a fotografia.


Passo-a-passo de como usar o cartão cinza 18%

Configure a composição normalmente, com o fundo, o objeto da fotografia e a iluminação desejada. Avalie a cena para verificar se ela contém uma distribuição balanceada de luzes, sombras e tons médios. Se não for balanceada – ou seja, se cena ou o objeto forem dominados por tons mais claros ou mais escuros –, há grandes chances do fotômetro da câmera te induzir ao erro. Para que isto não ocorra, é aí que entra o cartão cinza 18%. Ele vai ajudar o fotômetro a fazer uma melhor leitura da exposição da cena.

1. Insira o cartão cinza na cena, para que ele sirva de “alvo” para o fotômetro. Posicione-o para que ele receba e reflita a luz da mesma forma que o objeto da sua fotografia. O ângulo do cartão deve estar de acordo com o objeto a ser fotografado.

2. Dependendo do modo de fotometria escolhido, siga as instruções abaixo:

  • Usando o modo de medição pontual – leve o ponto de foco ao cartão. Não há necessidade de mudar o enquadramento. O cartão pode dividir a cena com outros objetos.
  • Usando o modo de medição em matriz – apenas o cartão pode estar enquadrado na composição, mais nada, pois qualquer outro objeto pode interferir na leitura da exposição. Se a sua lente não mudar o f/stop de acordo com o zoom, use o zoom, ou então se aproxime do cartão dando alguns passos à frente (cuidado para não criar sombra nele).

3. Com o cartão enquadrado, faça uma leitura da exposição, preferencialmente usando o modo de exposição manual para ter maior liberdade criativa. Se possível, não foque no cartão, porque desfocado ele apresentará uma cor mais uniforme na fotografia.

4. Configure o ISO, a abertura e o tempo de exposição até chegar ao ponto 0, no centro do indicador de exposição (veja a figura abaixo). Em seguida, retire o cartão e bata a foto.

Como regra geral, ao usar o cartão cinza nas situações a seguir, siga a tabela para ajustar a exposição:

Para objetos escuros ou muito escuros aumente a exposição em 1 a 1 ½ stops
Para objetos de refletância normal aumente a exposição em ½ stop
Para objetos claros use a exposição indicada pelo fotômetro
Para objetos muito claros diminua a exposição em ½ stop

Observações

Todo cartão cinza 18% segue um padrão ao refletir 18% da luz, mas cada fabricante de câmera tem seu próprio padrão. Isso significa que nem todos os fotômetros de câmeras estão buscando realmente este valor de 18% de reflexão. Cada fabricante interpreta o tom cinza médio de uma forma: muitos modelos de câmeras estão calibrados para buscar valores de reflexão que variam de 12% a 18%.

Na prática, se você seguir um cartão cinza 18%, a foto corre o risco de ficar de 1/3 a 1 stop subexposta. Na pior das hipóteses, se o seu fotômetro objetiva 12% de reflexão, ao usar um cartão cinza 18%, a foto ficará ½ stop mais escura. A melhor forma de corrigir isto é aumentar ½ stop quando expor com um cartão cinza. Lembre de enquadrar na composição apenas o cartão, caso esteja trabalhando com o modo de medição em matriz. Se usar o modo de medição pontual, aponte para o cartão e faça a medição.

Se não conseguir achar esta informação no manual da câmera, faça um teste usando a mesma, um cartão cinza 18% e o Adobe Lightroom. Tire uma foto com o cartão cinza enquadrado (apenas ele), seguindo a exposição indicada pelo cartão. Em seguida, examine o histograma da foto no Lightroom. Se o gráfico estiver levemente para a esquerda ou para a direita, significa que em uma próxima foto você deveria acrescentar ou diminuir em 1/3, ½ ou 1 stop suas composições utilizando o cartão cinza 18%.


Balanço de branco e o cartão cinza

Use também um cartão cinza para correção de cores e de balanço de branco no pós-processamento. Fotografe uma cena com o cartão posicionado no canto de uma foto, e depois de fazer as correções de cor, recorte o cartão para fora da composição. Se preferir tire duas fotos – uma com e uma sem o cartão – e depois de fazer as correções de cor na foto com o cartão, sincronize-as para a foto sem o cartão.

Para fazer esta correção, o ideal é que o arquivo da foto seja no formato RAW. Dessa forma, consegue-se maior flexibilidade na correção dos tons.

Para fazer a correção no Photoshop Lightroom:
Veja a figura e siga o passo-a-passo.

1. Clique no Seletor de Equilíbrio de Branco, marcado em vermelho na imagem (conta-gotas que está localizado na parte Equilíbrio de Branco da Aba Básico);

2. Ao passar o conta-gotas pela foto, você consegue ver uma janela de lupa, onde aparecem os pixels em um zoom ampliado e aparece escrito “Escolha um tom neutro de destino”. Também é possível ver o quanto de vermelho (R), verde (G) e azul (B) tem em cada pixel apontado – tons de cinza puros sempre têm a mesma quantidade de cada uma das três cores primárias. Clique em um cinza médio (se o cartão cinza estiver presente na foto, clique nele – se não, ache um cinza médio da própria foto). Veja como o equilíbrio de branco muda. É possível que o cartão cinza 18% e o balanço de branco funcionem de formas diferentes para diferentes iluminações, e por isto recomendamos que você clique também em algum tom cinza mais claro que este médio e também em algum tom mais próximo do branco. Escolha o resultado que ficar melhor para a sua foto;

3. Clique em OK.

Você também pode fazer isto no Camera RAW. O procedimento é bem similar ao descrito acima.

É importante notar que o cartão cinza serve apenas como um guia para a correção de cores e o balanço de branco no pós-processamento – isso por fornecer um tom médio para a fotografia. Se você precisar de um método muito acurado, não use um cartão cinza 18% – use um Calibrador de cores (Color checker).


Possíveis soluções para quando não se tem o cartão cinza

1 – Tons brancos, ou muito claros, dominantes na composição

Na hora de fotografar uma cena de tons claros, ao invés de centralizar o indicador de exposição, faça a sua câmera objetivar uma exposição mais clara que o ponto 0, indicando como se a cena estivesse superexposta.

2 – Tons pretos, ou muito escuros, dominantes na composição

Quando fotografar uma composição de tons escuros, deixe o fotômetro objetivar uma exposição mais escura que o ponto 0, indicando como se a cena estivesse subexposta. Na verdade, ela estará bem exposta.

3 – Alto contraste e falta de tons médios

Para garantir que os pretos fiquem bem pretos e os brancos bem brancos, procure uma área de tom médio (por menor que seja) na composição e faça a leitura a partir desta, usando o modo de exposição pontual.


Publicado por Câmera Neon em 2014-10-21 14:07:21. Última atualização em . [sc:end2 ]

Visitado 17,430 vez(es), 1 visita(s) hoje