Dicas de fotografia: Tartaruga gigante de couro

[sc:script ]Conteúdo

Introdução

Tartarugas-de-couro ou tartarugas-gigantes (em inglês: leatherback turtles; nome científico: Dermochelys coriacea) são como dinossauros que ainda vivem. Elas são os representantes atuais de um grupo de répteis que vive nos nossos mares há 100 milhões de anos.

Com aproximadamente 20 anos de idade, após nadar por oceanos do mundo inteiro, as tartarugas fêmeas retornam para a exata praia onde nasceram para a desova. Há alguns lugares onde se podem ver as tartarugas-de-couro desovarem. Trinidad e Tobago, no Caribe, é um deles.

Praias como Matura e Grande Riviere na ilha de Trinidad e Turtle Beach (também conhecida por Great Courland Bay) na ilha de Tobago são destinos recomendados para quem quiser ver de perto as tartarugas-de-couro desovando, além de ser possível ver os filhotes nascendo, saindo do ninho e indo em direção ao mar.

Para mais informações sobre as tartarugas-de-couro, visite: Projeto Tamar – tartarugas-de-couro (em português)

Este artigo é composto por duas partes:

  1. A primeira parte tem como objetivo dar dicas de como tirar fotos das tartarugas-de-couro a fotógrafos amadores e profissionais.
  2. A segunda parte mostra dicas de viagem específicas para quem está planejando visitar as tartarugas-de-couro em Trinidad e Tobago.

 

1- Dicas para fotografar tartarugas-de-couro

A maior preocupação de um fotógrafo de vida selvagem deve ser não incomodar o animal em seu ambiente. Deixe as “mamães tartarugas” e seus filhotes tranquilos, pois você está na casa deles. Se vir alguém os perturbando, tente convencer a pessoa a parar e se não conseguir, reporte às autoridades.

Para começar, vamos enumerar algumas dicas de como não perturbar as tartarugas

▪ Traga uma lanterna com luz vermelha e não uma lanterna comum. As tartarugas adultas conseguem ver a luz vermelha, porém não respondem a ela. Já os filhotes seguem a luz independente da cor, ao invés de irem para a água. Então quando eles estiverem presentes apague as lanternas e luzes dos celulares.

▪ Antes da desova, quando a tartaruga está cavando a areia e preparando o ninho, é o momento mais crítico, em que ela está mais vulnerável. Se a tartaruga marinha se sentir ameaçada ou assustada, ela pode desistir de pôr os ovos e acabar voltando para o mar. Por isto, tenha paciência, respeite o tempo dela e espere. Fique atrás dela, fora de seu campo de visão e não chegue muito perto. Além disso, não pise em suas nadadeiras nem suba em seu casco, não sente sobre ela e nem deixe ninguém fazê-lo.

▪ No momento em que está pondo os ovos, a tartaruga entra numa espécie de “transe”. Nesta hora é permitido chegar na frente dela, tocar em sua cabeça e casco e tirar fotos com flash. Quando encerra a desova, o transe da tartaruga acaba, então saia de seu campo de visão, pare de tocar nela e desligue o flash da câmera e a lanterna de luzes brancas.

Se você usar de bom senso, seguir as dicas acima e as seguintes, a probabilidade de tirar boas fotos é bem alta.

Quando fotografar tartarugas-de-couro

▪ Remova todos os filtros de suas lentes. Não importa o quão limpos estejam – filtros sempre bloqueiam alguma luz. Lembre-se que você estará fotografando com luz muito limitada.

▪ Flash não é permitido a maior parte do tempo. Então, eleve bastante a sensibilidade ISO. É melhor uma foto com ruído ou granulada do que uma borrada/sem foco.

▪ Desligue a luz do autofoco da sua câmera, pois ela pode incomodar a tartaruga.

▪ Com essa luz do autofoco desligada, pode ser difícil focar, então use a sua lanterna de luz vermelha. Ilumine o ponto a ser fotografado e mire a sua câmera.

▪ Tire as fotos em formato RAW, pois o arquivo RAW pode ser pós-processado com muito mais facilidade e flexibilidade. Ao tirar fotos RAW, é possível editá-las depois e restaurar pontos escuros e com problemas de exposição. Os arquivos Jpeg ou TIFF têm menor alcance dinâmico e por isso são mais limitados durante o pós-processamento. Nesses formatos, quaisquer erros são muito difíceis de serem corrigidos.

▪ Use uma abertura de diafragma grande (baixo f/stop) para permitir que o máximo possível de luz entre no sensor.

▪ Dê prioridade a pontos de vista que permitam uma curta profundidade de campo.

▪ Traga um tripé e use quando for possível, se não tiver muitas pessoas. Lembre-se de desligar a redução de vibração da câmera se usar um, e de enterrá-lo na areia um pouco, de forma a deixá-lo estável.

▪ Como você está em um ambiente não muito favorável para fotografar, tire o máximo de fotos que conseguir, pois pode ser que nem todas fiquem boas o suficiente. Por isso, quanto mais opções você tiver, melhor.

▪ Em termos de composição, use o olho da tartaruga como ponto focal. As pessoas tendem a olhar primeiro para os olhos quando observam uma fotografia. Uma foto com olhos desfocados não é boa o suficiente.

▪ Evite incluir em sua foto marcas de pessoas, como pegadas na areia. Uma fotografia sem pegadas, só com as marcas deixadas pela tartaruga, é muito mais interessante.

▪ Quando fotografar os filhotes, tente usar uma lente telefoto se você estiver longe deles, e uma lente de macrofotografia se você tiver a chance de chegar mais perto.

▪ Quando fotografar a mãe, tente usar uma lente grande angular. Este tipo de lente é menos suscetível à vibração e ao balanço da câmera, diminuindo a chance das fotos saírem borradas.

▪ Procure incluir em alguma foto a interação das pessoas com as tartarugas. Use a sua imagem para contar uma história, mostrando os guias e os voluntários trabalhando, e as pessoas que estão visitando.

▪ Normalmente, o vento não é muito forte na praia, mas se for evite trocar de lentes. Assim não há risco de voar areia ou partículas de poeira nas partes internas da câmera e das lentes.

▪ Assim que você voltar para casa, use um soprador para limpar a câmera e as lentes. Os grãos de areia são mais duros que os vidros e revestimentos das lentes. Se você passar lencinhos de papel ou um pano, pode ser que o vidro seja arranhado pela areia, ou que o revestimento seja danificado.

 

2- Dicas de viagem para ver tartarugas marinhas gigantes em Trinidad e Tobago

▪ Se for visitar as tartarugas em Trinidad e Tobago, saiba que há praias cuja entrada é controlada. Em Matura e Grande Riviere, por exemplo, você tem que comprar uma autorização. Entrar na praia sem a autorização pode resultar em uma multa pesada. É possível comprar lá mesmo, na hora. Não há necessidade de comprar com antecedência em Port of Spain.

▪ Noites de lua cheia são mais iluminadas, então procure visitar em noites de lua cheia.

▪ Use calça e manga comprida para se proteger dos mosquitos. Leve também repelente para usar caso necessário. Lave as mãos após usar o repelente para poder tocar nas tartarugas e na sua câmera depois.

Quando visitar e a que horas ir quando for ver tartarugas em Trinidad e Tobago

Para ver as tartarugas-mãe pondo ovos

▪ A melhor época para visitar é de março a agosto, quando a probabilidade de ver as tartarugas pondo ovos é bem alta. O pico ocorre durante os meses de junho e julho, quando em alguns dias é possível ver centenas delas na praia.

▪ A melhor hora para ir à praia é à noite, quando está escuro, ou um pouco antes do nascer do sol até um pouco depois. Planeje ficar até tarde, dormir pouco e voltar para lá bem cedo.

Para ver os filhotes nascendo

▪ A melhor época do ano é o mês de agosto, pois o período de incubação é de 60 a 70 dias.

▪ A melhor hora para ver os filhotes é à noite também. Nesta hora, é mais difícil de serem vistos pelos predadores. Planeje chegar antes do pôr do sol, pois há existe a chance deles nascerem quando ainda há alguma luz.

▪ Saber onde estão os ninhos é uma arte conhecida por poucos. Confie em algum guia local para te levar para o lugar certo na hora certa. Urubus ou outros pássaros grandes se alimentam dos filhotes de tartarugas marinhas, então fique atento a movimentos destes – pode significar que seja um ponto onde elas estejam nascendo.

 

Para mais informações sobre tartarugas-de-couro em Trinidad e Tobago, visite: Turtle Village Trust (em inglês)


Publicado por Câmera Neon em 25/Agosto/2014. Última atualização em . Câmera Neon

Visitado 686 vez(es), 1 visita(s) hoje