Dicas de fotos no Pão de Açúcar e Morro da Urca

[sc:script ]

Conteúdo



Introdução – Curiosidades sobre o Pão de Açúcar

O Pão de Açúcar foi inaugurado em 1912 como uma das mais ilustres atrações turísticas do Rio de Janeiro e desde então vem atraindo visibilidade internacional para a cidade.

Quando falamos “Pão de Açúcar”, estamos nos referindo ao Bondinho, pois o Morro do Pão de Açúcar em si é um maciço de granito que surgiu há mais de 600 milhões de anos atrás.

A viagem de Bondinho (também chamado teleférico) consiste em dois estágios diferentes, que leva a dois morros:

1. A primeira viagem leva da Praia Vermelha até o topo do Morro da Urca (altura: 220m);
2. A segunda viagem leva do Morro da Urca até o Morro do Pão de Açúcar (altura: 396m).

Os morros estão localizados na entrada da Baía de Guanabara e oferecem vistas únicas para o centro do Rio, Zona Sul, Baixada e Niterói – sem contar a posição privilegiada para assistir a pousos e decolagens de aviões no Aeroporto Santos Dumont. Além disso, apreciar o pôr do sol e ver as luzes da cidade se acendendo do alto dos dois morros é uma das muitas recomendações e dicas ao longo deste artigo de fotografia + viagem.

Depois de chegar no topo do Pão de Açúcar, você vai estar em um daqueles lugares em que ter uma boa câmera e lentes fotográficas é essencial para amantes da fotografia.

Neste artigo, além de belas fotos do Pão de Açúcar e de suas vistas deslumbrantes para o Rio de Janeiro, você encontra informações gerais e dicas de fotografia específicas para planejar o seu passeio.


Aonde fica o Morro da Urca e o Pão de Açúcar


 

Endereço para acessar o Bondinho

Av. Pasteur, 520
Urca – Rio de Janeiro – RJ
CEP 22290-240
Tel: (21) 2546-8433


Mapa


Dicas de equipamentos e fotografia

As fotografias da vista a partir do Morro do Pão de Açúcar podem ser melhores se você seguir algumas dicas dadas nesta parte do artigo.


3 dicas de preparativos

Antes de sair de casa/hotel, confira:

  • se a(s) bateria(s) da câmera está(ão) carregada(s);
  • se as lentes e filtros estão limpos;
  • se o cartão de memória está vazio.

Lembre-se de fazer backup das suas fotos regularmente!


O que levar

Além da sua câmera, aconselhamos levar os seguintes acessórios para melhores resultados:

Esta é uma lista relativamente complexa, mas não se intimide! A visita ao Pão de Açúcar vale a pena mesmo que você não tenha muitas lentes e acessórios – ou mesmo que você nem tenha uma câmera fotográfica.


Dicas para fotografar

♦ Além de tirar as fotografias mais óbvias, procure por ângulos e efeitos diferentes, como nas fotos a seguir: O Cristo Redentor entre os cabos do Bondinho; barcos na Marina da Glória recortados do contexto por uma lente de 200mm, formando uma composição interessante pelo padrão e repetição; Praia Vermelha com seus banhistas e suas sombras, com um efeito tilt-shift (miniatura) acrescentado no pós-processamento; máquinas que fazem o Bondinho funcionar.

♦ Para fotografar a paisagem estando dentro do bondinho, não utilize flash para evitar reflexos indesejados.

♦ Para os melhores ângulos de dentro do bondinho posicione a câmera para fora das janelas que estiverem abertas na parte frontal/traseira. Se as janelas estiverem fechadas, encoste a lente no vidro para a fotografia sair sem (ou com poucos) reflexos.

♦ Ao utilizar uma lente grande angular, fique atento para não incluir mãos e braços de pessoas em sua composição fotográfica.

♦ Ao montar um tripé, tenha cuidado para fazê-lo em uma posição de trânsito reduzido, para evitar que pessoas tropecem ou chutem as pernas do mesmo.

♦ Aconselhamos assistir o pôr do sol, que é magnífico. Para uma melhor visão das montanhas, siga para a face oeste do Morro do Pão de Açúcar (o mais alto) com certa antecedência (de 20 a 30 minutos), para garantir o seu lugar sem ninguém na sua frente.

♦ Ao fotografar à noite, note que as luzes fortes como as da Enseada de Botafogo ou do Cristo Redentor contrastam muito com o escuro de algumas partes da composição. Para evitar fotos com brancos estourados e ampliar o alcance dinâmico da fotografia, ao invés de fotografar em JPG, utilize o modo RAW.  Se necessário pós-processe as fotos para HDR. Lembre também de levar baterias extras. Para mais dicas de fotografia de longa exposição e noturna, visite: 12 Dicas para Fotografias de Exposições Longas

♦ Para tirar retratos de pessoas no plano frontal com a cidade nítida ao fundo, utilize aberturas de diafragma mais fechadas, como f/11 ou 13. Se fotografar retratos com o diafragma muito aberto (por exemplo f/2.8), o plano de fundo da composição vai ficar desfocado. Para aprender mais, visite nossa página de distância hiperfocal.

♦ Ao fotografar a paisagem ao longe, note que se a câmera estiver com foco automático, ela vai focar no infinito. Como a cidade está longe, utilize o f/stop que deixe as suas fotos mais nítidas (sweet spot) e evite fechar o diafragma além de f/11 para minimizar perda de nitidez devido à difração.

♦ Os bondinhos que interligam os morros quase nunca estão vazios, são parte principal da atração turística e também merecem ser fotografados. Para composições mais interessantes, procure incluí-los em algumas de suas fotografias de paisagem.

♦ Fique atento para utilizar a regra dos terços sempre que possível.

♦ Fique atento também para fotografar com a câmera nivelada com a linha do horizonte.

♦ Utilize um filtro polarizador para aumentar o contraste das fotos diurnas de paisagem e da cidade ao longe. O polarizador, se girado para a posição correta, filtra a luz do sol refletida pela poluição e umidade na atmosfera (que deixa as fotos esbranquiçadas).

♦ Não deixe a chuva te parar! Dias chuvosos podem render ótimas fotografias em preto-e-branco, mas para tal, leve um guarda-chuva para evitar molhar a câmera e use o pára-sol para proteger a frente da lente de pingos. Veja mais dicas sobre fotografar em dias chuvosos aqui: Cuidados com a câmera fotográfica em condições adversas


Melhor época do ano e hora do dia

A melhor época do ano e horário dependem do seu interesse – pela manhã,  os prédios de centro e Zona Sul ficam melhor iluminados pelo sol, enquanto que pela tarde, a vista para Niterói fica com o sol a favor.

Para estudar a iluminação do sol, confira a nossa página do Photographer’s Ephemeris.

No inverno, o fenômeno da inversão térmica geralmente ocorre pela manhã e reduz consideravelmente a visibilidade devido à camada espessa de poluição atmosférica.

De forma geral,  os melhores dias para subir são aqueles ensolarados, de vento fraco e umidade relativa no ar baixa.

De acordo com estatísticas de anos passados, os meses que menos chovem são junho a agosto. Para mais detalhes visite: Climatempo – Rio de Janeiro

No verão, apesar do sol se pôr mais tarde, o Pão de Açúcar continua aberto por mais alguns minutos após o ocaso (em torno de 30 minutos a 1 hora).

Recomendamos assistir ao pôr do sol, que é incrível, e em seguida ficar mais algum tempo para ver e fotografar a cidade à noite. Por isto, não recomendamos que você vá de manhã, porque desta forma você teria que ficar muitas e muitas horas, correndo o risco da visita ficar cansativa. Pense em quanto tempo antes do pôr do sol você quer chegar e quanto tempo você “aguenta” esperar por ele.

Os fins de semana e feriados são sempre mais cheios. Se for possível, dê preferência a fazer sua visita em um dia de semana. Em dias de semana, os prédios no centro da cidade também ficam mais iluminados ao cair da noite, e por isso ficam mais fotogênicos.


Normas de conduta

Verifique o regulamento divulgado no site (Bondinho – Informações gerais), para encontrar informações atualizadas sobre informações relacionadas à fotografia.

É importante ressaltar que não sabemos a orientação que os funcionários recebem para reconhecer uma câmera profissional. Por isto, recomendamos fotografar com discrição, respeitando os outros turistas e caso alguém venha pedir para você parar de fotografar, converse com a pessoa e esclareça que fim será dado para as fotos. Se forem para uso pessoal apenas, você não deverá ter problemas. Além disso, também não sabemos se os funcionários saberão identificar tripés de grande porte. Pode ser que qualquer tripé já chame a atenção.

Para fotografia de uso comercial você precisa de autorização formal. Por exemplo, se você for fazer um ensaio fotográfico ou filmagem profissional, ou para venda de produtos, você vai precisar de autorização prévia.

Lembre que regras podem mudar de tempos em tempos, então visite o site perto da sua visita.


Para finalizar…

Um time-lapse para te inspirar.


Time Lapse Pão de Açúcar from Fernando Muñoz on Vimeo.


Horários de funcionamento e preços 

Preferimos não disponibilizar informação de horários de funcionamento e preços no nosso artigo, pois eles são reajustados com certa frequência. Para saber o valor do ingresso e horários atualizados, confira o site oficial:
www.bondinho.com.br

Para evitar filas em fins de semana e feriados, considere comprar o ingresso online. 
Visite: Guichê Web – Bondinho


Publicado por Câmera Neon em 2015-11-04 19:08:16. Última atualização em . [sc:end2 ]

Visitado 4,201 vez(es), 1 visita(s) hoje